A Convergência Cósmica (23-26/Setembro)

25/09/2011 20:46
A 9ª onda do Calendário Maia


Hoje vamos descontrair um bocado e vamos falar dos Maias, alguém conhece ?
Talvez nenhum leitor os conheça pessoalmente, mas com certeza que já todos ouviram falar deles, não é verdade ?
Bem, vamos la então ao que interessa, ao que parece, estamos no início da 9ª onda do Calendário Maia…
O que é isso ?
Segundo Carl Calleman, o calendário Maia divide-se em 9 níveis, também chamados Submundos (Underworld) ou ondas de evolução (Waves).
(clique na imagem para aumentar)
 
Esses 9 níveis são eras empilhadas umas sobre as outras (veja a pirâmide acima). Cada nível é 20 vezes menor do que o anterior (daí a representação da pirâmide). Cada nível é parte do antigo, o que significa que todos acabam no mesmo dia, o famoso 21 Dezembro de 2012, ou 4-AHAU 13 baktun.
A cada nível de evolução está associado um avanço da consciência. No meio de cada nível, o avançado de consciência desse nível sobrepõe-se de maneira irreversível ao do nível anterior. Por exemplo, de 1755 a 1999 estávamos no nível chamado “planetário” em que o avanço da consciência era o poder. O avanço de consciência do nível anterior era a lei. Portanto, o poder sobrepôs-se à lei durante o nível planetário. Entre 1999 e 2011, estivemos no ciclo chamado “galáctico”, em que o avanço da consciência foi a ética. Estivemos, portanto, num período em que a ética triunfou sobre o poder. Esse período acabou no dia 9 de Março de 2011.
Isso quer dizer que entramos na 9º e ultima onda do Calendário Maia !
Espectacular ! e agora ?
Bom, agora, vamos voltar a mergulhar nos livros de Carl Calleman.
Ora vejamos, a 9ª onda… aqui está ! Diz ele…
A nona onda é especialmente particular.
Primeiro pela sua duração. Começando a 9 Março de 2011 e terminando a 28 de Outubro do mesmo ano, ela irá durar apenas 234 dias e durante esse período haverão 7 “dias” e 6 “noites”, o que significa que as mudanças serão tão significativa em 234 dias que nos últimos 12 anos (para a onda galáctica) ou ainda os 394 anos (para a onda planetária).
Esta onda também é diferente porque a grande maioria dos seres humanos não vão nascer nesta onda, mas vão entrar nela na idade adolescente ou adulta. Pela primeira vez na história da humanidade, as pessoas conhecerão três ondas sucessivas (fim da onda planetária, onda galáctica e onda universal).
Anteriormente, os seres humanos passavam a vida inteira numa só onda, até mesmo num só “dia” ou “noite” de uma onda. Na verdade, um “dia” ou “noite” durava 7.900 anos para a onda regional e 394 anos para a onda nacional.
Somente com a onda planetária é que a duração do “Dia” e da “Noite” tornou-se à escala humana (19,7 anos) e que vimos as diferenças de percepção da realidade de uma geração para outra.
Finalmente, pela primeira vez em milénios, desde o tempo dos homens das cavernas (Onda Regional: -102000, -3115), vamos entrar numa onda de evolução da consciência sem “filtro”.
 
Calleman insiste em que, ao contrário de outras ondas de evolução, a nona exigirá de nós uma participação ativa e não a mesma aceitação passiva das as ondas anteriores. De acordo com a sua própria imagem, “as cordas da marioneta serão cortadas”.
De acordo com Calleman “A transição para a nona onda é como uma escalada, que vai exigir certas coisas de nós. O Ego das ondas anteriores continuará a existir, mas agora ele estará na nona onda, a serviço da consciência da unidade. Portanto, não se trata de matar o ego, mas colocá-lo noutro lugar onde ele não guiará/dirigirá nossas vidas sem ter consideração pelo o “Todo”. Os seres humanos são seres criativos muito poderosos (uma alusão à lei da atração), mas apenas como parte da consciência gerada pelos “filtros” existentes em cada onda. Na nona onda, esta criatividade deve ser utilizada pelo surgimento de um mundo harmonioso na unidade e, portanto, deverá “pedir” coisas de acordo com essa harmonia, sem confiar no nosso ego ou no de outra pessoa.”
Do que fala Calleman é da “co-criação”. “A abordagem de Lungold (outro pesquisador) é idêntica porque ele também fala da co-criação como evolução de consciência da nona onda. Não é nem mais nem menos do que criar juntos com o pensamento, centrando-se sobre o mundo que desejamos. É claro que tal abordagem só é possível numa sociedade dotada de ética onde a grande maioria dos seres humanos tem uma consciência planetária suficiente para “pensar no bem de todos”, que foi precisamente o resultado esperado da oitava onda.
Calleman indica também que grande parte dos fundamentos da civilização moderna, foram criados sobre as ondas nacionais e planetárias e, portanto, de acordo com seu quadro de consciência (o patriarcado, a dominação, o materialismo, …). Todas estas estruturas herdadas do passado (estruturas económicas, religiosas, sociais e políticas) serão abaladas, ou entrarão em colapso por não serem compatíveis com o quadro de consciência da unidade da nona onda. Este fenómeno já está em andamento. De acordo com Calleman: “Para os co-criadores, será desnecessário responder a eventos externos. A intenção deverá ser focada para dentro afim de recriar o seu ser interior para estar de acordo com as novas energias.”
El Castillo, pirâmide de Kukulkan, Chichen Itza
 
Templo do Jaguar, Tikal
 
Para quem achar este tempo estranho, tal como eu,… para quem tiver uma sensação de desapego de valores antigos que agora parecem não fazer qualquer sentido,… uma visão distorcida de um futuro moldado com dogmas antigos, como que se não conseguíssemos fazer planos,…
Talvez aqui esteja uma explicação…
 
 
 
 
2 páginas de um livro Maia (a descodificação dessa escrita é muito recente), oficialmente só existem 4 no Mundo, dizem que todos os outros milhares deles foram destruídos pelos conquistadores, mas penso que algum deles devem estar escondidos na biblioteca do Vaticano ou assim…, pois são demasiadamente importantes! Vamos saber em breve.
 
O Calendário Maia prevê um calendário exato para o Plano Cósmico e os desdobramentos de todas as coisas que entram em existência.Existe agora ampla evidência empírica para o presente, algo que brilha nova luz sobre as antigas perguntas da humanidade.
Coisas para fazer existir uma razão. A razão é que eles se inserem no plano divino cósmico.
Para aqueles que seriamente em contratar um estudo sobre o calendário maia presente e logo se torna evidente a antiga visão do mundo materialista perde todo relevância. Maia.
A Agenda é um portal para os mundos da consciência que a maioria da humanidade tem sido cegos para através da utilização de falsos calendários.
… O que ele diz é que passo a passo, haverá uma mudança de consciência no atual Mundo Galáctico que, até 28 de outubro de 2011, fará um Iluminismo afirmam que é cada vez mais facilmente alcançados. ”
- Carl Johan Calleman
 
Mensagem de despertar-2012:
Procure tudo o que puder ver sobre Carl Calleman e Ian Lungold, penso que é a melhor interpretação do calendário Maia, deve ser estudado, abra os olhos e veja como o Mundo está a mudar, cada vez mais depressa, isto tem uma lógica de certeza, e Calleman descobriu essa lógica, infelizmente ainda é pouco conhecida.
Infelizmente, não há quase nada em PT sobre este tema, para quem conhece outras línguas, existe bastantes coisas em Inglês, Francês, Espanhol… Procure no Google ou Youtube, é importante para conhecermos melhor o que está a acontecer e estarmos preparados para uma nova maneira de viver! A verdadeira, e para isto, muitas mudanças devem acontecer!
O Vosso Amigo de Sempre.
 
 
 
A Convergência Cósmica (23-26/Setembro)


O mundo que conhecemos está entrando agora em um período de caos intensificado que foi predito por muitas profecias antigas incluindo cristãs, hopis, maias e islâmicas. Não haverá retorno á “normalidade”.Nosso mundo baseado em ordens hierárquicas e princípios de dualidade estão em processo de mudança. As profecias também apontam ao possível nascimento de um mundo novo para seguir do presente baseado na transformação de uma parte significativa da humanidade. Tal transformação de qualquer modo não acontecerá automaticamente.

Cada um de nós tem livre arbítrio. Esta transformação terá de ser baseada na responsabilidade pessoal e no comprometimento em ser parte de um movimento para um novo modo de ser: consciência unificada. Essa é a premissa por trás do evento chamado Convergência Cósmica a ser celebrado mundialmente de 23 a 26 de Setembro de 2011 por qualquer um que escolha fazê-lo individualmente ou em grupos grandes ou pequenos. Está aberto a todos não importando etnia, religião, nacionalidade e sexo.

A escolha da ocasião para este evento é baseada em dois fenômenos convergentes de natureza cósmica. Uma delas é que o calendário maia é uma grande oportunidade para fazer-se um comprometimento ao novo modo de ser baseado na consciência unificada. Isso pode ser visto como um passaporte para o novo mundo de 2012. Outro é a coincidência com a passagem do cometa Elenin entre a terra e o sol. As interpretações da significância desse cometa diferem-se largamente e só é garantido que ele dará à humanidade uma experiência mais avançada de sua origem cósmica.

Participantes e organizadores da Convergência Cósmica podem criar eventos de acordo com suas próprias idéias contanto que elas sejam baseadas no comprometimento em ser parte da mudança para a uma consciência unificada. É pedido aos participantes que façam duas declarações expressando esse comprometimento:

1) Deixaremos nossas vidas serem consistentemente guiadas pelo Divino em vez de nossos egos.

2) Abdicamos do nosso direito de responder com negatividade a negatividade em outros ou responder com violência a violência de outros.

Com base nas declarações muitas praticas diferentes, como orações e meditações, poderão ser desenvolvidas para esse evento, mas é importante que as conseqüências mais distantes dessas declarações sejam reconhecidas e exploradas em profundidade por aqueles que escolherem fazê-las. Não importa o que aconteça no mundo exterior até essa data o cosmo está no convidando a tomar nossa posição para uma mudança radical do mundo, começando por nós mesmos.
 
Ou como Mahatma Gandhi disse: Seja a mudança que queres ver no mundo!

Por favor, ajude o movimento a se realizar e a encorajar todos no planeta a tomar parte em uma solene, porém alegre expressão da escolha pela transformação do nosso mundo. Ajude a espalhar a palavra de todas as formas possíveis. Facilite reuniões grandes, ou mais apropriadamente, pequenas onde possamos perguntas dentro de nós mesmos se queremos fazer tal comprometimento sério em nos transformar ajudando o nascimento de um novo mundo.
 
 
 
Os glifos escrita da Linguagem da Luz neste vídeo referem-se à convergência cósmica: um grande evento galáctico que está prestes a ter lugar no nosso mundo.
 
Créditos: canal de enviado em 10/09/2011
Music by www.freesound.org "Jobro"
 
__________________________________________________________________
 
Outra coisa que sabemos sobre a onda de Nona, e sua noite de sexta e sétimo dia em particular, é que traz uma mudança de polaridade, a consciência da unidade como é ilustrado na figura 1. O Elenin pode então também ser visto como um mensageiro da finalidade desta mudança. Hoje, muitas vezes ouvimos a idéia de uma mudança de pólo iminente, que remonta a psicologia como Helena Blavatsky e Edgar Cayce. No entanto, a maioria, senão todos, os geocientistas profissionais argumentam que não há razão para esperar uma mudança de pólo em um futuro próximo. Mais provável, então, uma vez que Blavatsky e Cayce não estavam familiarizados com o tipo de alterações de polaridade que as ondas diferentes do calendário maia trazem, e não tinha linguagem para descrevê-los, eles simplesmente confundiram essas mudanças para uma mudança de pólo eletromagnético da Terra. Em favor de tal interpretação é, por exemplo, que Cayce previu que ele chamou de "inversão dos pólos" para o ano de 2000. Este, como sabemos agora que não aconteceu, mas o que ocorreu foi uma mudança de polaridade de consciência como a onda Oitava do calendário maia que foi ativado em 1999 e provavelmente é isso que ele viu em seu estado de transe e confundiu com um deslocamento do pólo .
 
Momento da ativação

(Fig. 1) polaridades diferentes de consciência criada pelas cinco maiores ondas do calendário maia.
 
Mudanças na consciência de polaridade acontecem em sincronia em vários níveis diferentes do universo - cósmico, galáctico, heliosférica, planetários e humanos - nos momentos de pontos de mudança no calendário maia. A onda Nona que estamos atualmente realiza a mudança de polaridade que cria a consciência da unidade. Depois, temos que perguntar o que estamos a fazer, se alguma coisa, se nós, como indivíduos queremos fazer parte desta mudança de polaridade e remover todos os filtros escuros de nossas mentes. Afinal, só temos o poder direto para transformar a nós mesmos e depois esperar que ele se espalha ao longo das linhas do líder indiano Mahatma grande e sábio Gandhi, que disse: ". Seja a mudança que você quer ver no mundo"
 
O que, mais especificamente isto implica para a Convergência Cósmica?
A regra geral das ondas calendário Maia é que a sua noite e dia as energias se relacionam entre si como a preparação interior para manifestação exterior. Isso pode ser especialmente verdadeiro quando se trata do último par de tais energias no esquema de criação inteira, a sexta noite e o sétimo dia da nona onda de partida 23 de setembro e 11 de outubro, respectivamente. Esta alternância entre as energias significaria que, na sexta noite deve prestar-se favoravelmente ao trabalho interno, como oração, contemplação ou meditação, enquanto que o sétimo dia se presta melhor para cerimônias globais, que exteriorizam as mudanças internas que foram trazidas na sexta noite. Cerimônias e rituais em um contexto sagrado são ferramentas poderosas para exteriorizar o rearranjo da nossa paisagem interior.
A nona onda

(Fig.2)
Este diagrama indica o movimento da "onda" de energias que pertencem à nona onda e as datas relacionadas a respeito de quando estes entram em jogo. As relações da Honda cometas e Elenin aos Sete dias e seis noites da
Nona Onda do calendário maia. A onda é formar o cometa a distância mais próxima da Terra.
B mostra o tempo de passagem de Elenin entre o sol e a terra, e C é a sua distância mais próxima à Terra.
No ponto B na figura 2, assim, eu sinto que os sinais do cometa Elenin para nós é que devemos entregarao nosso ego abrangendo toda a inteligência cósmica e também que esta é a nossa última chance de ser parte da mudança de polaridade à consciência da unidade, ou nós como, Unidade ou Consciência Divina.
Este também será um teste da integridade dos líderes evolutivos de hoje, para não mencionar "2012 especialistas". Elenin é um chamado final de despertamento que será ouvido também por muitos que não sabem nada sobre o calendário Maia ou como este expressa o divino plano. Afinal, a sexta noite é a energia passada, quando podemos voltar para dentro para se preparar para a mudança de polaridade que a onda está trazendo. Com o sétimo dia inicia a nova polaridade é travada na posição e gera sua manifestação final.
 
Esta finalidade é, em parte porque a Convergência Cósmica de 23-26 setembro de 2011 é diferente de eventos anteriores, como a Convergência Consciente de 17-18 julho de 2010, que também definiram a intenção de manifestar a consciência da unidade. Na convergência Cósmica também será necessário fazer um esforço para ver esta intenção manifestada. Este é um momento para se conectar com a introspecção, divina e busca da alma. A conexão com o divino pode ser realizada por orações intensas ou por outras práticas espirituais. Para ficar alinhado com o plano cósmico e ser parte de sua mudança de polaridade na consciência Eu, então, também gostaria de sugerir que os seguintes compromissos se tornam a base da Convergência Cósmica:
1 / Comprometendo-se a deixar consistentemente a orientação Divina ao invés de nossos egos decidir nossas ações e na direção de nossas vidas.
2 / Declarando a nossa independência do lado escuro incluindo a entrega o direito de usar o lado negro para lutar contra o lado negro em outros. http://www.youtube.com/user/forunity#p/u/2/pkVHYQFL2Xk (Na minha própria compreensão do lado escuro não é algum tipo de força a escuridão eterna, mas qualquer coisa que os resultados forma os filtros mais escuros das ondas menores, como pode ser observado na Figura 1)
 
A Convergência Cósmica é, portanto, fundamentalmente sobre certificando-se de que nós mesmos como indivíduos somos a mudança que queremos ver no mundo. Isto pode ser muito desconfortável se temos muito do nosso passado não transformados.
 
É então claramente não sobre colocar a culpa para o estado dos acontecimentos em nosso planeta em outras pessoas ou forças. Trata-se de assumir a responsabilidade pessoal. Acho que aqui precisamos ir fundo em nós mesmos e ver onde nós, como indivíduos, contribuímos para ferir os outros ou a natureza do nosso planeta. Nós nos tornamos muito habituados a reclamar sobre a violência e as guerras no mundo ou as ameaças ao seu estado natural. No entanto, é uma coisa a reclamar, enquanto secretamente culpar os outros, ou simplesmente "o modo como as coisas são" é algo totalmente diferente para nos vermos, como indivíduos que fizeram as escolhas que têm contribuído para a deterioração global.
 
A idéia aqui é para ver e reconhecer tais situações e escolhas em nossas vidas e ainda assim não ficar presos na culpa, mas sim encontrar um caminho para a cura através de um caminho de ação corretiva. Uma vez que geralmente temos suprimido a responsabilidade pessoal para o curso dos acontecimentos no planeta e que podemos realmente ter de rezar para ser lembrado de tais casos no passado. Portanto, se realmente queremos criar uma mudança de polaridade em nós mesmos e assim, por exemplo, estamos dispostos a abraçar os compromissos acima, é uma conseqüência natural que fazemos à alma sendo necessária relembrar e reconhecermos como podemos não ter conseguido viver até estes compromissos no passado. Se não fizermos, os aspectos dos filtros escuros continuarão a nos dominar e a mudança de polaridade não será total.
 
A Convergência Cósmica é, portanto, sobre os participantes a assumirem a responsabilidade para a transformação em unidade de consciência e fazê-la de forma comprometida. Aceitarmos isto pode ser tarefas difíceis, mas, novamente, se não estamos para trazer essa mudança para a consciência da unidade em nós mesmos, quem o fará? Assim, a convergência cósmica é realmente sobre o fornecimento de uma oportunidade para nós, pelo menos, a comprometer-se irreversivelmente a trazer uma mudança na polaridade à consciência em nós mesmos. Embora possa ser difícil imediatamente viver de acordo com esse compromisso se for levado a sério terão conseqüências poderosas.
 
Do lado do benefício uma coisa a ponderar é que, a fim de receber a orientação adequada para o novo mundo ser possível, tal compromisso profundo com a consciência da unidade é de fato necessário.
 
Na minha parte eu vou por ocasião deste evento estar participando de um festival de paz na França, juntamente com Maia e anciãos Hopi (http://www.lothlorienfestival.com/EN ) onde iremos meditar em torno dele. Devido à natureza do trabalho interior necessário eu sinto que a Convergência Cósmica pode igualmente ser observada individualmente ou, idealmente, em pequenos grupos que fornecem um ambiente seguro para o compartilhamento. Eu recomendo que nós processemos o nosso passado e nós mesmos no momento presente, em um ar de cura introspecção, e desenho de ação corretiva sobre a energia coletiva da observância da Convergência Cósmica ao redor do globo.
 
Um componente comum em que pode ser o relâmpago de velas acesas como uma encenação sagrada desses compromissos. Os Grupos participantes e os indivíduos na Convergência Cósmica podem, obviamente, escolherem suas próprias expressões, mas o compromisso com a transformação a consciência da unidade deve ser o denominador comum. Na convergência Cósmica é para nós a render-se ao que será exigido de nós.
 
Para fazer jus ao nosso compromisso A presença do cometa Elenin dará uma conexão natural com a dimensão cósmica neste evento e, ao mesmo tempo acrescentará à nossa experiência de um destino comum da humanidade. Será neste contexto de grande escala que precisamos para fazer o compromisso de ser parte da mudança de polaridade a consciência da unidade. Toda pessoa faz uma grande diferença ao espalhar a luz e a esperança para aqueles ao seu redor. Isso pode ser tanto mais necessário se de fato os tempos serão um desafio para nosso conforto.
A Convergência Cósmica, 23-26 setembro de 2011 é entendida como um evento solene e humilde permitindo que as pessoas de consciência da unidade se conectem em um nível muito profundo onde quer que estejam no nosso planeta.
Eu sinto que esta é realmente a última chance da humanidade e que o dia do julgamento está aqui. Eu sinto que um compromisso com a mudança de polaridade a consciência da unidade não é apenas um passaporte para o novo mundo para nascer, mas também a única esperança para o mundo para sobreviver.
Os filtros escuros foram dominantes na humanidade por milênios e não fornecem nenhuma saída. Se os seres humanos não fazem tal compromisso realmente não têm nenhuma razão para esperar que o mundo vá sobreviver. Eu, portanto, quero encorajar todos a fazerem o possível para espalhar esta mensagem e encorajar outros a fazer solenemente um compromisso com a mudança para a consciência da unidade.
Nós somos os únicos que temos estado à espera. E é inteiramente até nós. Se estivermos olhando para ver a nossa grandeza, devemos vê-la não na negação, ou a todo o custo evitar qualquer coisa que possa causar medo, mas na coragem de enfrentar diretamente o que temos feito a esta criação como ela se manifesta na terra. A Nona Onda realmente traz uma mudança de campo no nível cósmico para que nos tornemos parte, mas isso não vai acontecer sem um compromisso sério e profundo do coração de nossas almas.
 
Carl Johan Calleman
31 de julho de 2011 (2 Chuen)
Primeiro dia do Quinto dia da onda Nona
Voltar